Inbound Marketing e Outbound Marketing: Conheça as diferenças

Sua caixa de entrada não será mais a mesma!
Receba os conteúdos mais recentes e fresquinhos da OCA Comunica, direto no seu e-mail

O avanço das tecnologias e redes sociais fazem com que tanto o marketing quanto a venda se adaptem a uma nova realidade. E com essa necessidade, passamos a entender melhor as estratégias do negócio e do público, e qual é a melhor forma de atingir os objetivos do negócio. 

Inbound e Outbound são ambas formas de se trabalhar as estratégias de marketing e vendas dentro de uma empresa. Ambos são importantes e devem levar ao mesmo resultado: aumento das vendas, apesar de terem formas diferentes de atingir este objetivo. Mas existem algumas diferenças que vamos tratar neste artigo.

O Inbound Marketing é visto como um modelo mais inovador, focando na construção de conteúdos interessantes que despertem a atenção do cliente para este chegar até a empresa. 

Por outro lado, o Outbound Marketing é o modelo mais tradicional, que se utiliza de propagandas para instigar o consumidor. 

O que é Inbound Marketing?

Em português, o termo “Inbound Marketing” quer dizer “Marketing de Atração”. Imagine que o seu cliente precise resolver um problema e resolva pesquisar por ele antes na internet, ou consultar algum amigo nas redes sociais. Este é o “micromomento” que inicia uma jornada no Inbound Marketing. A principal ideia das ações de Inbound Marketing é despertar a atenção do lead e fazer ele ir até a empresa, se interessando por aquilo que a marca oferece. Isso atrai e fideliza o cliente.

A produção de conteúdo é o fator principal para gerar a atração com os consumidores, afinal, o consumidor busca pela informação e deve chegar até a sua empresa, que precisa criar conteúdo de qualidade e que resolva o problema  do seu público.

Para isso, é necessário entender quem é o público, quais são seus interesses, suas dores, dúvidas e desafios, para então propor conteúdos que resolvam essas questões. 

Exemplos de Inbound Marketing

1 . Caprice Turismo

A Caprice Turismo é uma agência e operadora de viagens especializada em viagens para a Terra Santa. Quando contrataram a OCA Comunica, o objetivo era fazer com que a mesma excelência de atendimento que a empresa possuía nos canais presenciais também pudesse ser refletida no online. Ao optar pelo Inbound Marketing, criamos um e-book para ajudar todas as pessoas que estavam procurando informações sobre viagens para israel. O E-book “O que você precisa saber antes de viajar para Israel” transformou 47% dos visitantes em leads, que passaram a conhecer a Caprice Turismo graças a este primeiro contato com o e-book. 

2. Filosofia Positiva

O desafio da Filosofia Positiva ao procurar a OCA Comunica era atrair um público interessado em aprender ferramentas práticas para melhorar os relacionamentos entre pais e filhos, professores e alunos, casais, colegas de trabalho e consigo mesmo. 

Com o inbound marketing, criamos conteúdo para todos estes públicos, solucionando pequenos problemas que eles estão enfrentando, e levando-os a compreender que precisam dos cursos e certificações que a empresa oferece. Uma das estratégias mais interessantes foi um e-book com Webinar gratuito para pais que desejam que seus filhos sejam mais responsáveis. Este material contou com mais de 500 pais inscritos, que passaram a conhecer a metodologia que a empresa oferece.


O que é Outbound Marketing?

O termo “Outbound Marketing” também é conhecido como “Marketing de Interrupção”. Isso porque é um método de prospecção ativa, em que são utilizados formatos que interrompem a rotina diária do público.

Nesse cenário, a ideia principal é de ir ativamente atrás do cliente, oferecendo de forma direta os produtos e serviços da empresa.

Assim, no outbound marketing,  você identifica perfis de potenciais clientes e já começa a abordá-los, por meio de e-mail marketing de prospecção, telemarketing, propagandas, anúncios e flyers.

Exemplos de Outbound Marketing

1. Vult Cosmética


A Vult é uma das mais famosas marcas brasileiras de cosméticos vendidos em farmácias. Nesse sentido, o ponto de venda pode ser considerado um exemplo de ações de Outbound Marketing. Isso porque a empresa investe no uso de infláveis promocionais nas farmácias.

Assim, a empresa usa de uma forma direta e de formatos variados para atrair a atenção do público para as promoções e novidades da empresa.

2. Casa Pilão

A Casa Pilão, rede de cafeterias, utiliza estratégias de Outbound Marketing com a sua constante participação em feiras e eventos variados do ramo.

A participação em grandes eventos é uma boa forma de encantar novos clientes e fidelizar os que já são usuários da marca, pois te dá a oportunidade de ser criativo e cativante. Além disso, propicia o networking para novos negócios e parcerias.

Para firmar o networking e lembrança da marca, é interessante pensar também em distribuição de brindes promocionais, como mochila saco personalizada ou necessaire personalizada.
  

3 Principais diferenças entre Inbound e Outbound

Como vimos, ambas as estratégias têm o seu valor e reconhecimento do mercado. Cada uma com sua visão pode te ajudar a atingir os resultados esperados. O planejamento de marketing vai oferecer o tom necessário para auxiliar na tomada de decisão.

Porém, aqui vamos detalhar melhor os principais pontos de divergência de cada estratégia:

#1 Como o consumidor chega até a empresa

Um grande ponto de divergência na estratégia é quem está atrás de quem.

No Inbound Marketing, um visitante vai até a empresa a partir de um conteúdo disparado pela empresa. Por outro lado, no Outbound Marketing, a empresa dá o pontapé inicial.

Com as ações de Inbound, a empresa recebe leads mais qualificados, uma vez que os clientes tomam a iniciativa de resolver um problema. Já no Outbound, a empresa cria uma lista de prospeção e entra em contato com esses potenciais clientes.

#2 Custos e ROI

Aqui é importante ressaltar que depende bastante do seu objetivo. 

Como o Inbound é mais focado no meio digital e na produção de conteúdo, ele é considerado uma estratégia mais barata e fácil de mensurar. Porém, o ROI (retorno sobre o investimento) demora mais para se apresentar.

Isso ocorre porque a reputação de um blog não se constrói do dia para a noite e o Google demora a indexar todos os conteúdos.

O processo de Outbound tende a ser mais caro no início, pois vai ter uma equipe responsável para pesquisar pelo público, gerar as listas e prospectá-los. Mas ele traz resultados mais rápidos quando o processo e o time de vendas é eficiente. 


#3 Qualidade do Conteúdo

No Inbound, logo de início pensamos em conteúdos e temas que são relevantes para a persona da empresa. E constantemente produzimos conteúdo similares para manter a comunicação assertiva.

Porém, no Outbound, é necessário ir até o cliente e despertar a vontade dele querer continuar a conversa com você. Por isso é importante personalizar a mensagem e se mostrar preocupado em ouvir o seu cliente.

Enquanto no Outbound, a equipe de vendas identifica o Perfil de Cliente Ideal (oICP), no Inbound Marketing é feito um estudo do ICP para criar a Persona  Com a personificação do cliente ideal, é possível criar conteúdo relevante e de qualidade, que seja “encontrável” no Google e ao mesmo tempo resolva o problema do visitante. 

Como mesclar as estratégias?

Além das diferenças pontuadas, podemos também identificar traços que transformam essas estratégias em ações complementares. Aliás, reforçamos que por serem diferentes, elas tendem a agregar e gerar mais resultados ao serem trabalhadas em conjunto.

Aqui podemos ressaltar que as ações de Inbound Marketing ajudam a “esquentar” o lead, deixando-o mais propenso a fechar uma compra com a equipe comercial. E isso é possível, justamente pelas ações de Outbound Marketing captarem as pessoas que já se demonstraram interessadas ou ainda as que podem ser fidelizadas. 

A fidelização também se fortalece com o Inbound, pois o uso de marketing de conteúdo instrui o cliente e o torna mais fã da marca. Assim, um tem uma relação estreita e um processo de venda mais recorrente.

Por exemplo, para otimizar as conversões no final das etapas de fluxo do Inbound, pense em incluir nos e-mails ou nos conteúdos do blog, CTAs de ativação comercial. Com isso, é possível aumentar a chance do lead ter interesse na empresa. E esse interesse vira uma oportunidade para a equipe de vendas trabalhar de forma ativa, com as abordagens de Outbound.

Conclusão

O Inbound e o Outbound Marketing são estratégias distintas, que resultam no aumento de vendas, e, quando trabalhando juntas, podem melhorar ambos os resultados – afinal, enquanto o Outbound Marketing trabalha para criar o Perfil de Cliente Ideal cada vez mais detalhado, é através desta informação que o Inbound Marketing consegue trabalhar com mais qualidade e assertividade para trazer leads cada vez mais qualificados. 

Ações complementares podem ser um grande diferencial para sua empresa. Então por que não combinar as estratégias para criar novas oportunidades no mercado?

Entenda o seu potencial cliente e chegue até ele da forma mais assertiva, atraindo e fidelizando cada vez mais consumidores qualificados.

Podemos também ressaltar que as duas estratégias são complementares: os leads de Outbound podem ser educados e estimulados por ações de Inbound até chegarem em um ponto em que estão mais propícios para negociação. Enquanto que os leads de Inbound conseguem ser melhores trabalhados e preparados de forma mais direta pela equipe comercial com as ações de Outbound. 

Acesse este link para fazer um diagnóstico do cenário da sua empresa e converse com nossa equipe de especialistas em Inbound Marketing!. 

Compartilhe esse conteúdo:

Categorias:

Últimos Posts

Receba nossas novidades